Blog

Rua José Paulino poderá virar uma “Rua Completa”

06 de setembro - 2017

Projeto “Rua Completa” é um conceito que melhora o desenho viário para garantir acesso seguro a todos os usuários. Sendo assim, pedestres e ciclistas tem prioridade, depois o transporte coletivo e, se houver espaço na via, os carros.

Os principais atributos para um projeto de uma Rua Completa são:

– Estreitamento de faixas dedicadas ao tráfego de carros.

– Calçadas que confiram conforto e segurança aos pedestres.

– Infraestrutura para bicicletas.

– Instalações de transporte coletivo bem projetadas.

– Faixas de travessias que proporcionem oportunidades frequentes para o cruzamento de vias.

– Facilidades para pessoas com deficiência, idosos e crianças.

– Extensões de meio-fio que diminuam a distância de travessia.

– Árvores e mobiliário urbano.

– Projetos seguros de interseções e redução dos raios de giro.

– Sinalização clara para todos os usuários.

– Iluminação.

– Tratamento do pavimento.

As características da “rua completa”

A Emdec estuda a viabilidade da intervenção e custo de implantação do projeto na Rua José Paulino, em Campinas, implantada entre a Avenida Moraes Salles e a Av. Benjamin Constant. O projeto deve ser concluído em dois meses, para iniciar as discussões com o comércio local.

Em Campinas, o projeto inclui implantação de calçadas mais largas, ciclovia e faixa exclusiva de ônibus. Segundo a Emdec, o trecho de sete quadras foi escolhido por estar inserido em uma região de valorização e onde há projetos de requalificação urbana, como foram as obras da Avenida Francisco Glicério.

A rua é comercial, cortada por dois calçadões (13 de Maio e Costa Aguiar), e nela estão a sede dos Bombeiros e um dos principais patrimônios de Campinas; e a Catedral Metropolitana, uma construção de taipa, constantemente abalada pelo intenso fluxo de veículos na José Paulino.

Campinas é uma das dez cidades brasileiras que está recebendo apoio técnico da ONG WRI Brasil (da sigla em inglês de Instituto de Recursos Mundiais, é um grupo de investigação de assuntos ambientais que vai além da pesquisa para encontrar formas práticas de proteger o planeta Terra e melhorar a vida das pessoas), para a implantação de ruas completas, Segundo a ONG, o projeto fornece uma rua desenhada para garantir o acesso seguro a todos — pedestres, ciclistas, usuários do transporte coletivo e motoristas.

Um exemplo de modelo de rua completa: Avenida Santos Dumont, em Belo Horizonte. (Foto: Divulgação/PAC)

As mudanças são feitas a partir de elementos de desenho urbano, mobiliário e infraestruturas que melhoram as condições de segurança e acessibilidade. A José Paulino vai sofrer intervenções para instalação de bancos e rampas de acesso, remodelação da iluminação, pontos de informação, quiosques de comércio, banheiros públicos, arborização.

Além disso, a implantação das chamadas fachadas ativas nos imóveis também deverá ser mais incentivada no projeto. A ideia é que as edificações possuam janelas, portas e vitrines em abundância voltadas para a rua, revestidas e tratadas com materiais e formas interessantes e de boa qualidade.

A proposta da Emdec é que, com as intervenções no sistema viário, o comércio espontaneamente faça alterações na fachada e leve atividades para essa rua, para que ela possa também ter vida noturna. Será uma rua bem sinalizada para a travessia de pedestre, enfatizando a mudança de prioridades da circulação dos veículos individuais motorizados para a circulação de pessoas.

Fonte: Ônibus de Campinas, 1 de setembro de 2017

Leave a Reply