Blog

A crise do transporte público

21 de setembro - 2017

Segundo levantamento divulgado em 24 de agosto de 2017, pela NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos), que reúne em torno de 500 empresas de ônibus em todo o país, os municípios brasileiros têm evidenciado uma queda significativa no volume de passageiros utilizando ônibus.

Entre 2015 e 2016, a queda no número de passageiros foi de 8,2%, o que segundo a associação, significa que três milhões de pessoas por dia deixaram de usar ônibus em seus deslocamentos. Além disso, o sistema tem se mostrado menos produtivo. A quantidade de passageiros transportado por veículo caiu 4,6% em 2016, na comparação com o ano de 2015.

A queda no número de passageiros transportados por veículo começou a se intensificar em 2013. A redução de pessoas transportadas por ônibus para o mês de outubro, usado como referência, é de 46,3%. Os índices atuais mostram uma regressão aos números das primeiras pesquisas. É como se o setor andasse para trás.

Diversos fatores justificam essa queda de demanda: o sistema de ônibus já não é mais adequado às necessidades da população devido a sua falta de flexibilidade, conforto e disponibilidade. Como não há uma expansão significativa na malha de trens e metrô no Brasil, significa que toda esta demanda está indo, na maior parte das vezes, para o transporte individual, o que resulta em mais trânsito e poluição nas cidades.

Assim, a perda de passageiros pelos ônibus é preocupante, apesar de ser um problema estrutural e antigo no país. Mostra-se que ainda não há políticas consistentes em prol dos transportes coletivos que devem contemplar redes com sistemas de trilhos, ônibus urbanos e metropolitanos e ônibus fretados, pois esse fenômeno é causado principalmente pela falta de outras alternativas de transporte.

Segundo o presidente executivo da NTU, Otávio Cunha, a crise econômica atual, que gera desemprego, também é um dos fatores que acentuaram essa queda no número de passageiros.

Fonte: Diário do transporte, 24 de Agosto de 2017

Leave a Reply